Frete Grátis para todo o Brasil

0

Seu carrinho está vazio

agosto 02, 2023 6 min ler

Resumo: introdução:A mielomeningocele é uma malformação embrionária do sistema nervoso central que ocorre nas primeiras quatro semanas de gestação decorrente de uma falha no fechamento do tubo neural. Conclusão:As camisetas Posturais mostram-se muito eficazes no auxílio do tratamento do paciente, podendo ser usada no dia a dia do paciente, em casa, ou durante sessões de fisioterapia, ou até outras atividades físicas, evitando dores.

 Introdução

 A mielomeningocele é uma malformação embrionária do sistema nervoso central que ocorre nas primeiras quatro semanas de gestação decorrente de uma falha no fechamento do tubo neural resultando numa abertura vertebral, músculo- fascial, cutânea e dural com protrusão e exposição da medula espinhal que se encontra aberta em forma plana, recebendo neste local a denominação de placa neural ou placódio. Disto resulta numa alteração funcional da medula espinhal em graus variados, na dependência do nível medular em que ocorre, lesões localizadas em segmentos medulares mais craniais determinam maiores prejuízos neurológicos. Os defeitos de fechamento do tubo neural podem ocorrer na sua porção cranial, resultando em malformações como anencefalia e encefalocele ou na porção caudal resultando em malformações que em grupo são conhecidas como espinha bífida. A espinha bífida, por sua vez, pode ser subdividida em oculta ou fechada, quando coberta por pele e aberta quando há tecido neural exposto sem cobertura da pele. Na variante fechada o defeito encontra-se coberto por tecido cutâneo, geralmente com algum apêndice epidérmico ou depósito de gordura anômalo sobrejacente à malformação. Fazem parte desse grupo alterações como meningocele, lipomas lombossacros, seio dérmico, diastematomielia e mielocistocele. Na espinha bífida aberta, representada pela mielomeningocele, ocorre exposição do tecido nervoso, podendo este estar recoberto por uma fina camada epitelial contendo líquor, com aspecto cístico, não oferecendo barreira de proteção contra o meio externo (BIZZI; MACHADO; 2012).

sequência de anormalidades que compõe a embriogênese da mielomeningocele ocorre na terceira e quarta semana de gestação durante a fase de fechamento do tubo neural, chamada de neurulação primária. Malformações do sistema nervoso central que tem origem nesta fase são denominadas defeitos do fecha- mento do tubo neural. Durante o desenvolvimento embrionário normal, por volta do 22o dia de gestação, ocorre um espessamento e uma invaginação do ectoderma dorsal do embrião formando um sulco longitudinal denominado sulco neural que progressivamente se aprofunda para formar a goteira neural (BIZZI; MACHADO; 2012).

O processo de neurulação termina com o fechamento do neuróporo caudal na altura do segmento medular de S1 a S2. As porções medulares caudais se formam num estágio posterior a neurulação primária, numa fase chamada de canalização ou neurulação secundária, entre 28 e 48 dias de gestação. O ectoderma não diferenciado se fecha sobre o tubo neural isolando-o assim do meio externo. Os defeitos ocorridos durante a fase de neurulação primária que acometem a formação do tubo neural em sua porção caudal levam ao surgimento de espinha bífida (BIZZI; MACHADO; 2012).

 Epidemiologia

   Costa et al. (2006), em estudo envolvendo prevalência de mielomeningocele e fatores associados, identificaram um total de 162 casos de mal formações congênitas em 9286 nascidos|vivos, em maternidades do Rio de Janeiro de julho de 1999 a março de 2001. Do total de casos, o sistema nervoso central apresentara uma maior freqüência de eventos, com 7 casos de espinha bífida, 5 de hidrocefalia, 3 de encefalocele e 1 de microcefalia (SÁ; ORSINI te al; 2010).

 Abordagem cirúrgica

Uma abordagem cirúrgica padronizada pode incluir uma laparotomia materna, uma histerotomia grampeada, dissecção do placóide neural dos tecidos circundantes, fechamento primário da dura-máter e fechamento primário da pele fetal. Os pesquisadores descobriram que o reparo pré-natal da MMC reverte ou corrige a hérnia do rombencéfalo e reduz a necessidade de colocação de derivação ventriculoperitoneal (VPS) aos 12 meses de idade (40 vs. 82%). O reparo pré-natal também melhora o escore composto para desenvolvimento mental e função motora aos 30 meses de idade. Com base na eficácia do reparo pré-natal nesses resultados iniciais, um estudo foi encerrado precocemente, devido ao claro benefício que o reparo pré- natal apresenta sobre o reparo pós-natal. O reparo fetal aberto da mielomeningocele com fechamento estanque da dura-máter e fechamento da pele sobrejacente tornou-se o padrão-ouro para o reparo pré-natal da mielomeningocele. (Heffez, 1990)

.

Enquanto o reparo pré-natal reduz a morbidade da MMC, como em qualquer intervenção fetal, também foi associado a taxas mais altas de complicações obstétricas, incluindo oligoidrâmnio, separação da membrana corioamniótica (CA), descolamento prematuro de placenta, ruptura prematura de membranas (PROM), parto prematuro e deiscência da cicatriz uterina em comparação com intervenções pós-natais PAZ; DUARTE et al; 2022).

O reparo minimamente invasivo ou fetoscópico da mielomeningocele foi temporariamente interrompido nos EUA; no entanto, a técnica continuou a se desenvolver na Alemanha e no Brasil. Os defensores do reparo fetoscópico da mielomeningocele argumentam que essa abordagem minimamente invasiva reduz a taxa de complicações obstétricas associadas ao reparo aberto da mielomeningocele fetal. No entanto, os críticos argumentam que as altas taxas de ruptura de membrana e parto prematuro – combinadas com a incapacidade de realizar de forma confiável um fechamento estanque do defeito de mielomeningocele, necessitando assim de revisão pós-natal do reparo – desafiam a noção de que o reparo fetoscópico de mielomeningocele está associado a menos morbidade do que o reparo fetal aberto (PAZ;

DUARTE et al; 2022).

Tratamento Fisioterapêutico

A fisioterapia busca ajustes posturais, promover aprendizado das habilidades motoras e de locomoção independente, formula prescrição de órtese para melhor independência, e, se necessário, utilização de muletas, cadeira de rodas, alongamentos musculares e fortalecimento da musculatura 10 enfatizando as habilidades físicas que proporcionam a independência funcional. Também, aquisição da mobilidade independente, visando desenvolver o potencial do paciente proporcionando um desenvolvimento neuropsicomotor normal, além das fases da marcha e os cuidados com o trato respiratório.

Com o intuito de atingir esses objetivos, o fisioterapeuta pode realizar técnicas como o Bobath, que é um tratamento neuroevolutivo e tem como finalidade inibir os padrões anormais, buscando movimentos normais; a equoterapia, utilizando do cavalo e sua marcha dissociada para estimular o sistema nervoso central, a fisioterapia aquática, que faz uso da água como recurso terapêutico, por meio de banhos de imersão em água aquecida juntamente com a cinesioterapia e a facilitação neuromuscular proprioceptiva (FNP/PNF) que uma abordagem que utiliza de movimentos realizados em linha reta, com direção diagonal e com um componente rotacional, que propõe-se movimentar ou mobilizar nervos e músculos, utilizando de recursos proprioceptivos dos receptores localizados nos músculos, tendões e nas articulações. Contudo, o fisioterapeuta tem a função de promover a qualidade de vida durante toda a fase de desenvolvimento.

Intervenção precoce

O tratamento por estimulação precoce é um conjunto de ações de avaliação e de terapias aplicadas por meio de estimulação motoras e sensoriais a fim de buscar um desenvolvimento neuropsicomotor adequado. O sucesso do tratamento por estimulação precoce depende de várias variáveis, tais como: Participação da família, motivação do profissional e do paciente, domínio teórico-prático-científico por parte do fisioterapeuta, metas bem estabelecidas, envolvimento multiprofissional.

A criança com MMC necessita desde o nascimento de ser introduzida a um programa de reabilitação. Desse modo, a intervenção precoce irá auxiliar no desenvolvimento motor e social destes indivíduos.

 

Bobath

Baseia-se na inibição dos reflexos primitivos e dos padrões patológicos de movimento com objetivos de normalizar o tônus muscular, facilitando o movimento normal e fazendo com que haja melhora da força muscular, flexibilidade, amplitude de movimento (ADM) e a aquisição de capacidades motoras. Nos casos de MMC contribuirá positivamente na aquisição de um desenvolvimento neuropsicomotor mais próximo da normalidade, no ganho de flexibilidade e amplitude de movimento, aumento de força em grupos musculares de membros superiores, tronco e membros inferiores, melhora da função motora grossa, controle postural e equilíbrio e proporcionará um ganho de funcionalidade para que o paciente realize suas atividades de vida diária de forma mais independente possível.

 

Facilitação neuromuscular proprioceptiva

O PNF, propõe-se movimentar ou mobilizar nervos e músculos, utilizando de recursos proprioceptivos dos receptores localizados nos músculos, tendões e nas articulações, enviando uma mensagem ao sistema nervoso central (SNC) informando a maneira como o movimento deve ser realizado, e ainda, o posicionamento do corpo em uma determinada ação (propriocepção).

Hidroterapia

Uso da água como recurso terapêutico, por meio de banhos de imersão, é historicamente antigo. Atualmente a hidroterapia tem sido aceita como um recurso benéfico em várias patologias e condições de saúde, incluindo as desordens neuromusculares.

Como Alignmed pode ajudar?

 As camisetas posturais possuem uma tecnologia conhecida como Neurobands, que constituem toda a camiseta, substituindo o kinesiotape, muito utilizado por fisioterapeutas na tentativa de alinhamento muscular e postural. A camiseta postural com neuroband traz consigo benefícios como: melhora da ativação muscular, melhora da propriocepção devido ao estimulo tátil gerado pela camiseta, melhora de fluxo sanguíneo em artéria braquial. Podendo ser útil em pacientes com Mieolomeningocele, devido às alterações posturais apresentadas.

 

Conclusão:

As camisetas Posturais mostram-se muito eficazes no auxílio do tratamento do paciente, podendo ser usada no dia a dia do paciente, em casa, ou durante sessões de fisioterapia, ou até outras atividades físicas, evitando dores.

 Referências:

 Mielomeningocele: conceitos básicos e avanços recentesMeningomielocele: basic concepts and recent advances; BIZI; MACHADO; 2012.

 Perfil de crianças com Mielomeningocele em hospital de referência - Rio de Janeiro.Profile of children with Myelomeningocele in a Reference Hospital – Rio de Janeiro – Brazil; SÁ; ORSINI, et Al;

Analysis of fetal surgery as a treatment for myelomeningocele: fetoscopy repair versus open repair a systematic review; PAZ; DUARTE; 2022.

 

 

 

✔️ Produto adicionado com sucesso.