Frete Grátis para todo o Brasil

0

Seu carrinho está vazio

março 17, 2023 6 min ler

Resumo: Introdução:A terceira causa de morte mais frequente em todo o mundo, atrás apenas para o infarto agudo do miocárdio e do câncer, o AVC é considerado como a doença neurológica com maior ocorrência na prática clínica, existem algumas formas de prevenção da doença, assim como diversos recursos para reabilitação, sendo a camiseta Postural um dos componentes que podem ser utilizados, auxiliando na melhora da postura do paciente neurológico.Conclusão: As camisetas posturais da Alignmed® podem ser muito eficazes na reabilitação da postura de pacientes neurológicos, trazendo inúmeros benefícios no dia a dia do paciente. 

Introdução

A terceira causa de morte mais frequente em todo o mundo, atrás apenas para o infarto agudo do miocárdio e do câncer, o AVC é considerado como a doença neurológica com maior ocorrência na prática clínica. A principal e a mais importante causa incapacidade neurológica são devido à paralisia total ou parcial de um hemicarpo (hemiplegia e hemiparesia), distúrbios do campo visual, sensorial, mental, intelectual e do comprometimento da fala (disartria ou afasia). O Brasil está entre os dez primeiros países com maiores índices de mortalidade por AVC. De acordo com (ABRAMCZUK; 2009), por ano são registrados no país cerca de 90 mil óbitos por doenças cerebrovasculares. O SUS registrou em 2008 aproximadamente 200 mil internações por AVC, dos quais 33 mil evoluíram para óbito.

 O AVC é dividido em dois grandes grupos: AVC isquêmico (AVCi) e o AVC hemorrágico. O primeiro resulta da falência do vaso para suprir adequadamente o tecido cerebral de oxigênio e nutrientes, enquanto a causa hemorrágica resulta do extravasamento de sangue para dentro ou em volta das estruturas do sistema nervoso central.

A fisiopatologia do AVC isquêmico é originada quando um vaso sanguíneo é obstruído, o que frequentemente acontece com a formação de uma placa aterosclerótica ou pela presença de um coágulo que chega pela circulação de outra parte do corpo.

Um AVC hemorrágico é desenvolvido pela ruptura de um vaso sanguíneo, ou quando há elevação na pressão do vaso, fazendo com que ele se rompa. A hemorragia pode ser intracerebral ou subaracnoídea levando a falta de   suprimento sanguíneo e como consequência enfarto na área suprida pelo vaso. Com isso, as células morrem. O déficit da função neuronal pela isquemia não necessariamente significa morte e irreversibilidade. Quando uma artéria que   irriga o encéfalo é obstruída, formam-se no território correspondente duas regiões com diferentes funcionamentos metabólicos e características hemodinâmicas particulares: a) uma zona de penumbra isquêmica, que ocorre em volta da área isquêmica central, na qual a falta de oxigênio pode levar à  diminuição da atividade elétrica, mas não para despolarizar a membrana neuronal. b) Zona isquêmica central: é a área central mais crítica onde os eventos que ocorrem secundariamente à cascata isquêmica neuronal se fazem em maior velocidade em função do nível baixíssimo de oferta de oxigênio (fluxo sanguíneo cerebral abaixo de 16 ml de sangue por 100 gramas de encéfalo).(BRAGA, ALVARENGA & NETO, 2003)

neurologicoFatores de Risco

Hipertensão arterial sistêmica • Tabagismo

  • Diabetes Mellitus
  • Dislipidemia
  • Fibrilação atrial
  • Outras doenças cardiovasculares

Grupo de risco potencial

  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Uso de contraceptivo oral
  • Terapia de reposição hormonal pós-menopausa
  • Alcoolismo
  • Aumento da homocisteína plasmática

Sinais de Alerta

Existem dois tipos de AVC: o isquêmico, que ocorre quando há o entupimento de vasos sanguíneos em alguma área do cérebro; e o hemorrágico, quando um vaso intracraniano rompe.

Entre os sinais de alerta mais comuns, estão: fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão mental, alteração da fala ou da compreensão; alteração na visão, no equilíbrio, na coordenação, no andar; tontura e dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

O principal fator de risco para a ocorrência do AVC é a hipertensão arterial. Em seguida, vem, arritmia cardíaca, diabetes, tabagismo, colesterol alto e obesidade. Outros fatores estão relacionados à idade, raça e herança genética.

Saiba reconhecer os sinais rapidamente

– peça para a pessoa sorrir e observe se a boca está torta;
– peça para a pessoa elevar os braços e verifique se um deles está fraco;
– diga uma frase ou cante uma música e observe se há dificuldade de falar;
– ao observar esses sinais, chame a emergência.

O tratamento do AVC é feito nas unidades de saúde de urgência, conforme Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) específico.

A melhor forma de tratamento, atendimento e reabilitação devem ser prescritos por médico e especialista, conforme cada caso.

Prevenção

Muitos fatores de risco contribuem para o aparecimento de um AVC e de outras doenças crônicas, como câncer e diabetes. Alguns desses fatores não podem ser modificados, como a idade, a raça, a constituição genética e o sexo. Outros fatores, entretanto, como a adequação dos hábitos de vida diária, são primordiais para sua prevenção:

– Não fumar;
– Não consumir álcool;
– Não fazer uso de drogas ilícitas;
– Manter alimentação saudável;
– Manter o peso ideal;
– Beber bastante água;
– Praticar atividades físicas regularmente;
– Manter a pressão e a glicose sob controle.

Como a Fisioterapia atua no AVC

Existem algumas técnicas da fisioterapia que podem auxiliar no tratamento do paciente após um AVC, dentre elas são:

- Facilitação Neuromuscular proprioceptiva (FNP):

- Conceito Neuroevolutivo Bobath;

- Terapia do Espelho;

- Bola Suíça;

Facilitação Neuromuscular proprioceptiva (FNP)

O método de FNP envolve a realização de resistência máxima ao movimento, que deve ser executado em direção diagonal, em linha com o arranjo dos músculos, para promover uma resposta neuromuscular dos proprioceptores e facilitar a ativação de músculos biarticulares. Outro ponto fundamental consiste na exploração de reflexos posturais, particularmente, do reflexo de estiramento, com o intuito de facilitar o movimento em músculos fracos. Sendo assim, os exercícios de FNP priorizam o emprego de contrações musculares excêntricas, buscando estimular a atividade muscular agonista. 

Movimentos: Nos padrões de membro superior há duas diagonais com sua respectiva volta, são elas: flexão-abdução-rotação externa / extensão-adução-rotação interna / flexão-adução-rotação externa / extensão-abdução-rotação interna.

E os padrões de membro inferior apresentam diagonais com sua respectiva volta, são elas: flexão-abdução-rotação interna / extensão-adução-rotação externa / flexão-adução-rotação externa / extensão-abdução-rotação interna.

Exemplo de utilização: treinamento para pacientes com fraqueza e fadiga muscular, pois facilitam o movimento e ajuda a diminuir o tônus.

Conceito Neuroevolutivo BOBATH

O Conceito Bobath busca alcançar os padrões normais de movimento, como a normalização do tônus postural, controle de cabeça e tronco, inibição dos padrões de movimentos anormais, autoinibição e facilitação dos padrões normais de movimento através do controle da hipertonia ou hipotonia e trabalho de déficit muscular.

Visa o sinergismo muscular, tarefa funcional como objetivo primário, alinhamento postural.

Bola Suíça

O objetivo do tratamento com a bola suíça é a facilitação do controle motor. O tratamento com a bola suíça pode ser direcionado para um músculo ou um grupo de músculos específico, para o ganho de força muscular e trofismo (técnica analítica) ou pode ser direcionado a diversos músculos de uma cadeia cinética motora, nesse caso encontra-se mais próximo das atividades funcionais da vida diária (técnica global), é eficaz para melhorar a coordenação, o equilíbrio e a força muscular de pacientes os quais apresentavam hemiplegia como sequela de um acidente vascular encefálico. 

Terapia do Espelho

É uma técnica que consiste na movimentação do membro saudável utilizando uma ilusão para gerar a movimentação de um membro par ético. É utilizado colocando um espelho na região sagital do paciente refletindo o membro saudável como se fosse o membro acometido e quando movimentado, ocorre uma ilusão. Sendo assim, há estimulação de áreas corticais que fazem modulação da excitabilidade associada ao controle muscular.

Terapia de Contensão Induzida

É uma técnica de reabilitação derivada da neuropsicologia que tem como objetivo recuperar a função do membro superior acometido por uma lesão. É fundamentada em três pilares: treino intensivo com repetição, restrição do membro superior não afetado pela lesão. 

O protocolo de treino intensivo possui duas abordagens, oshaping e otask-practice. O primeiro é caracterizado pela repetição de partes da tarefa funcional, enquanto o segundo refere-se à prática de tarefas funcionais completas.

Nessa técnica, também será preconizada a utilização do membro afetado durante 6 horas de atividades em 10 dias úteis do período das mesmas duas semanas. No decorrer das 6 horas de terapia, os pacientes são estimulados e realizar progressivamente os componentes mais complexos do movimento

Estimulação Elétrica Funcional (FES)

É promover contração em músculos privados de controle nervoso, tendo como resultado um movimento funcional, usado normalmente em pacientes após acidentes vasculares encefálicos (AVE), lesões medulares ou traumatismos cranioencefálicos. 

(1) prevenção de contraturas e trombose venosa profunda; 

(2) redução de padrão motor espástico, bipedestação e deambulação; 

(3) controle de movimentos de membro superior, como a preensão manual;

 (5) movimentos para vencer a ação da gravidade e estimulação de movimentos finos como escrever;

Como Alignmed Brasil pode ajudar?

As camisetas posturais tem como objetivo auxiliar na melhora do alinhamento da coluna, com uso das Neurobands, que trazem estímulos táteis e proprioceptivos, facilitando a correção da postura. As camisetas podem ser muito beneficias durante as terapias, trazendo inúmeros benefícios e facilitações para os pacientes.

camiseta posturalConclusão 

As camisetas posturais da Alignmed podem ser muito eficazes na reabilitação da postura de pacientes neurológicos, trazendo inúmeros benefícios no dia a dia do paciente. 

Referências

SILVA; PINTO; FABRIN; SILVA; Revisão integrativa quanto aos efeitos do conceito bobath na recuperação funcional de pacientes com a doença cérebro vasculares; Centro Universitário NIFAFIBE; 2021.

SILVA; Fisioterapia Neurofuncional; Estácio; 2017.

MARQUES; MAGESTO; GARCIA; OLIVEIRA; MATUTI ;Efeitos da terapia por contensão induzida nas lesões encefálicas adquiridas; Fisioterapia Brasil; 2016.

RIBEIRO; Efeitos do treino em esteira com suporte parcial de peso e do método de facilitação neuromuscular proprioceptiva na marcha hemiparética: estudo comparativo; Repositório Institucional UFRN; 2011.

 

✔️ Produto adicionado com sucesso.